sábado, 4 de setembro de 2010

Interpretação de texto

Posição de Pobre

Proprietários e mendigos: duas categorias que se opõem a qualquer mudança, a qualquer desordem renovadora. Colocados nos dois extremos da escala social, temem toda modificação para bem ou para mal: estão igualmente estabelecidos, uns na opulência, os outros na miséria. Entre eles situam-se _ suor anônimo, fundamento da sociedade _ os que se agitam, penam, perseveram e cultivam o absurdo de esperar. O Estado nutre-se de sua anemia: a ideia de cidadão não teria nem conteúdo nem realidade sem eles, tampouco o luxo e a esmola: os ricos e os mendigos são os parasitas do pobre.
Há mil remédios para a miséria, mas nenhum para a pobreza. Como socorrer os que insistem em não morrer de fome? Nem Deus poderia corrigir sua sorte. Entre os favorecidos da fortuna e os esfarrapados., circulam esses esfomeados honoráveis, explorados pelo fausto e pelos andrajos, saqueados por aqueles que, tendo horror ao trabalho, instalam-se, segundo sua sorte ou vocação, no salão ou na rua. E assim avança a humanidade: com alguns ricos, com alguns medingos e com todos os seus pobres...

Rocco, 1989.

Leia os textos e responda às questões propostas:

1. Quais as palavras-chave do texto?
2. Retire do texto dados que caracterizam cada uma dessas palavras.
3. Elabore um gráfico com as palavras-chave de texto.
4. Com as características encontradas no texto, redija uma frase para cada uma das palavras-chave.
5. Sintetize o texto.

OBS: Professores (as) vocês podem trabalhar com outro tema, eu inclusive trabalhei com o tema DROGAS e obtive um resultado satisfátorio nas séries de 8º e 9º ano.






2 comentários:

  1. Faltou vc dizer de onde retirou esse texto e as questões. Muita gente da área sabe muito bem, talvez leitores desavisados não. Da próxima vez, informe-os.

    ResponderExcluir
  2. Faltou as respostas rs

    ResponderExcluir